“Nós encontramos o inimigo, e o inimigo somos nós”.

Infelizmente, essa citação descreve com exatidão a condição de muitas familias e igrejas modernas. Como pouco se tem visto na história, as igrejas, famílias e denominações de hoje estão afogadas em ódio, amargura e desunião. Embora as ênfases em evangelismo e a oração tenham explodido em número, o avivamento está sendo retardado por causa do mar de relacio-namentos quebrados e comportamentos maléficos. Uma coisa é certa – falar de evangelismo, de oração ou de avivamento é um discurso vazio se não houver relacionamentos restaurados e unidade em amor. Em Liberando o Fluir do Avivamento, Deus desmascara os padrões escondidos de desunião e as barreiras relacionais com uma clareza penetrante. Quando os crentes entendem as maneiras específicas através das quais eles obstruem o Espírito Santo, o perdão e a cura vêm sobre igrejas inteiras de forma arrebatadora.